segunda-feira, 7 de maio de 2012

Mobilização VETA TUDO, DILMA!!! Uberlândia

Manifestações contra o Código "Ruralista" aprovado pelos deputados federais e a favor do veto geral pela presidente Dilma espalham-se pelo Brasil. Em Uberlândia, ambientalistas e agentes culturais mandaram o seu recado  à presidente durante o projeto Arte na Praça, realizado domingo, dia 6, na Sérgio Pacheco, pela  Diretoria de Cultura da UFU.
A Angá, juntamente com as organizações Paiol d'Idéias, OPA, Amedi, Guarás Agroecologia, Grupo Faz do Conta e a comunidade presente, disseram não ao novo projeto do Código Florestal Brasileiro.
Caso as alterações feitas ao Código sejam aprovadas pela presidente, haverá um profundo retrocesso na legislação que ampara os rios e os biomas brasileiros, e o recado que enviaremos aos país é de que os políticos podem mudar as leis a seu bel praz para facilitar o ganhos de quem os financia em suas campanhas eleitorais.  O momento, é claro, não poderia ser mais apropriado já que estamos em pleno ano eleitoral.

 Abaixo, o registro fotográfico de alguns momentos da Manifestação Veta Tudo, Dilma! 


No início da manifestação um flagrante de uma criança se divertindo
com o slackline apoiado por uma árvore. Pelo futuro da nação,  
VETA TUDO, DILMA! Foto Gustavo Malacco


Os filhos e filhas dos manifestantes também colaboraram e pintaram: VETA, DILMA!  
Foto Gustavo Malacco

 Aos poucos os cartazes foram construidos e a ansiedade para gritar VETA TUDO, DILMA! aumentava.


ANGÁ e Guarás em atividade. VETA TUDO, DILMA! Foto Gustavo Malacco


Guarás usando a criatividade nos cartazes que diziam: VETA TUDO, DILMA!  
Foto Gustavo Malacco


A Praça Sérgio Pacheco recebeu centenas de pessoas que se divertiram com 
as apresentações artísticas do Arte na Praça e fizeram valer seus direitos
de cidadãos, manifestando sua opinião sobre o desmantelamento da Lei
que protege os rios e biomas do Brasil e exigindo: VETA, DILMA! 
 Foto Polyanna Duarte

Na frente do palco, a Angá disponibilizou um computador conectado à internet para que os presente pudessem mandar uma mensagem diretamente para a presidenta, CLIQUE AQUI você também, e envie sua mensagem agora.


Aproveite você também e FALE  agora com a presidenta. Foto Polyanna Duarte


Os artistas também manifestaram o seu repúdio ao Código "Ruralista". Luis Dillah e Cacau Arcoverde foram enfáticos: VETA TUDO, DILMA! Confira, no vídeo abaixo:




UBERLÂNDIA PEDE: VETA TUDO DILMA. Foto Gustavo Malacco


No final do dia, o Grupo Faz de Conta encerrou o Arte na Praça com o espetáculo teatral Entre Cascas e Raízes, que trata da exploração indevida do cerrado, da sua desvalorização cultural e da alienação de quem nada faz para mudar essa trágica realidade. A encenação é toda ela um grito pelo VETA TUDO, DILMA!


As lavadeiras são figuras tradicionais da cultura do Cerrado
As lavadeiras são figuras tradicionais da cultura do Cerrado. 
Foto Bruno Merola
                                                


O lobo-guará, figura mítica da peça, é uma das espécies ameadas do Cerrado
 O lobo-guará, figura mítica da peça, é uma das espécies ameaçadas do
Cerrado. Foto Anna Bida
                                                                                               

A peça critica a alienação dos veículos de comunicação, calados diante da 
progressiva destruição do Cerrado e suas riquezas. Foto Anna Bida
                                                                                                  

Um carcará sai do palco e caminha em direção à plateia. Os bichos gigantes encantam 
crianças e adultos. Entre Cascas e Raízesconsegue a proeza de transmitir ao público a 
grandeza do Cerrado Brasileiro. Foto Gustavo Malacco


Agradecemos aos parceiros Guarás Agroecologia, Paiol d'Idéias, OPA, Amedi e ao grupo Faz de Conta que estiveram juntos com a Angá na manifestação. Nossos parabéns ao projeto Arte na Praça por levar música de qualidade a quem  tem sede de boa música. Ao público que esteve presente e que gritou junto com a gente: VETA TUDO DILMA!!!, um obrigado especial, pois sem a participação popular não temos força para barrar a fome insaciável por dinheiro daqueles que querem ver as florestas no chão.


Representantes das organizações que realizaram a manifestação e do público
presente posa para a foto que lembrará esse dia em defesa  da VIDA. 
 Foto Gustavo Malacco

Um comentário: